A experiência da Lauren na MONTIS

The planting season has now drawn to a close (a little delayed due to COVID-19!), which has coincided with the end of my volunteering period. For 4 months I have been volunteering with Montis and contributing to the planting of 12,000 oaks, birch, chestnut and alder trees. I have also had the opportunity to prune pines and oaks; create/ maintain paths; take part in community events; and fulfil other general support tasks. Prior to my arrival I wouldn’t have been able to distinguish an oak from a riparian gallery species, but thanks to the knowledge of the volunteer co-ordinators, my knowledge has since improved!

Though there have been ups and downs throughout my volunteering period (again in large down to the disruption of COVID-19), my overall experience has been both fun and educational, and not to mention good for my fitness levels (baldio Carvalhais, say no more!)

Weekends before coronavirus I spent exploring the local towns and cities, and more recently I have taken to hikes on the many walking paths surrounding Vouzela and São Pedro do Sul. Being part of a team of volunteers and interns at Montis has enabled me to make new friends and acquaintances that I have shared many an interesting conversation with as well as some lovely BBQs and dinners!

As a rotative volunteer I am now moving on to volunteer with SPEA. Although I’ll be sad to leave behind the friends I’ve made and the mountainous landscape of the mid-North, I look forward to being close to the coast, experiencing Southern Portuguese life and working in the field of bird conservation.

Lauren Duffy

(Português)

A época de plantações está agora a terminar (com um pequeno atraso devido à COVID-19!), e coincidiu com o final do meu periodo de voluntariado. Durante 4 meses estive como voluntária na Montis e contribui para plantação de 12,000 carvalhos, bétulas, castanheiros e amieiros. Tive também a oportunidade de podar pinheiros e carvalhos; criar/manter caminhos; participar em eventos comunitários; e realizar tarefas de apoio. Antes da minha chegada eu não saberia destiguir um carvalho de uma espécie ripicola, mas graças ao conhecimento dos orientadores no nosso voluntariado, os meus conhecimentos melhoraram!

Apesar de terem havido altos e baixos durante o meu periodo de voluntariado (em grande parte, do momentos baixos devido aos condicionamentos causados pelo COVID-19), a minha experiência no geral foi tanto divertida como didática, para não mencionar que foi bom para os meus níveis de fitness (baldio de Carvalhais, não é preciso dizer mais nada!)

Nos fins de semana antes do coronavirus, aproveitei para explorar as vilas locais e cidades, e mais recentemente fiz caminhadas nos vários trilhos em redor de Vouzela e São Pedro do Sul. Fazer parte de uma equipa de voluntários e estagiários na Montis possibilitou-me fazer novos amigos e conhecidos, com os quais partilhei muitas conversas interessantes assim como adoráveis jantares e churrascos!

Como voluntária rotativa estou neste momento a começar um voluntariado com a SPEA. Apesar de estar triste em deixar amizades que fiz e a paisagem montanhosa do centro-Norte para trás, estou ansiosa para estar mais perto da costa, experenciar o estilo de vida do Sul de Portugal, e trabalhar na área da conservação de aves.

Lauren Duffy

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *